Segunda-feira, 17 de Março de 2008

Escolas, avaliação, professores-titulares e competências

O ensino em Portugal está a atravessar uma fase de transição. Novas e muitas medidas estão a ser implementadas. Duras e inconscientes rupturas destabilizam o processo educativo. Os professores estão cansados, os alunos desmotivados, os pais perdidos e a paciência dos intervenientes do processo educativo esgotada.

As escolas estão mergulhadas em burocracias, preocupam-se em demasia com as normas oriundas a cada minuto do Ministério da Educação. Normas contraditórias, normas que “dizem e desdizem”. É um salto no escuro que ninguém sabe onde vai firmar os pés (ideias/ideais).

A avaliação vem julgar os bons professores. Os mais professores continuam no ensino. Sem dúvida que todos os professores estão a pagar a triste factura provocada pelo reduzido número de maus profissionais existentes. Agora, interessam mais as burocracias que os alunos, centro do processo educativo, quer dizer, o antigo centro do processo educativo. Agora são as normas e as burocracias. É pena!

Onde nos leva o ensino? Onde nos levam estas novas reformas? Ainda não sabemos! Nada disto faz sentido mas tudo faz sentido quando sabemos que a culpa dos problemas existentes na sociedade portuguesa são os professores.

Os professores titulares. Mais uma plataforma para o niilismo de ideias. Agora os cargos são entregues aos professores titulares em vez de serem entregues aos professores mais competentes? Não posso concordar, nem concordo com a entrega dos cargos nas escolas aos professores titulares porque podem não ser os professores mais capacitados para desempenhar determinados cargos. Onde vai para o nosso ensino?

Competências, para quê?

Os estatutos dos professores estão em mutação. Os estatutos dos alunos vão ser alterados. Mas, a grande alteração é a passagem de testemunho do aluno para as burocracias no que concerne ao centro do processo educativo.

Não estamos contra a avaliação dos problemas mas não podemos aceitar que o processo educativo esteja em segundo plano. Que futuro desejamos para a nossa escola ou para a nossa sociedade se o importante é mostrarmos as estatísticas do sucesso escolar mesmo sabendo que os alunos estão cada vez menos preparados para serem inseridos na sociedade.

 

Vale a pena reflectir sobre isto!...

publicado por miguelamori às 15:09
link do post | comenta, a tua opinião é importante | favorito

pesquisar

 

tags

todas as tags

links

posts recentes

,

.

.

,

.

.

.

Para pensar

Para refletir

Pensamentos

arquivos

Outubro 2015

Outubro 2014

Janeiro 2014

Novembro 2012

Outubro 2012

Maio 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Julho 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Junho 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

subscrever feeds